Coma-me se Puderes

dicas sobre restaurantes, bares e botecos

8 notes &

Paris 6 Bistrô

Domingo, dia 10, eu e o Brasil completamos 9 meses de namoro e não pudemos comemorar o parto porque eu estava trabalhando (post semana que vem), mas, como não podíamos deixar passar em branco, terça saímos para jantar.

E a escolha da noite foi dele, seguindo um mapinha de melhores restaurantes 2011 da Folha de SP.

Já eram 22h e o fato de o restaurante ser 24h pesou muito para a escolha, já que alguns lugares fecham por esse horário.

Antes de chegar o aperitivo, nos serviram o couvert, que além do cesto de pães, tinha azeitonas, manteiga e patê (que ficamos na dúvida se era de presunto ou de peito de peru).

Os pãezinhos estavam uma delícia, mas não deu tempo de comer tudo porque logo chegou nosso aperitivo:

Mini Vol-au-vents de brie e damasco a “Sandra de Sá” (R$25).

Pensa numa coisa boa? Agora, multiplique por 10 e saboreie. O folhado recheado de brie (derretido) com a geléia de damasco estava de lamber os beiços. Ótima combinação! Romeu & Julieta da elite! rs

A verdade é que foi a maior dureza escolher o prato entre tantas opções apetitosas no cardápio.

Fiquei entre um risoto e uma carne, mas, como o amor é lindo, e nele a gente se completa, eu pedi o risoto e o Brasil pediu a carne que eu queria! (“Fala se eu não me apaixono…”-piadinha interna)

Risotto Piemontês a “Erica Reis” (R$45)

Ao creme, com cubinhos de presunto e bacon, ervinhas, pinholes e tiras de frango.
O risoto estava muito saboroso e o bacon não roubou a cena como eu imaginei que roubaria. A verdade é que a verdadeira estrela do risoto foram os pinholes. Eu ficava esperando encontrar um a cada garfada. O frango deu o toque final do prato!

E aqui vai o prato do Brasil:

Boeuf Bourguignon a “Élcio Coronato” (R$55)

Carne cozida ao vinho tinto, com legumes, tiras de bacon e echalotte. No cardápio diz que tem cogumelos, mas no prato dele não tinha nenhum. Só no arroz.

O molho lembrava o molho madeira (devido ao vinho) e era bem saboroso. O único ponto negativo do prato foi que achamos que a carne estava muito seca. A echallote, que é a prima miúda da cebola, estava uma delícia, levemente crocante e adocicada.

Mas quem ganhou todas as atenções do Brasil foi o arroz à Provençal:

Esse sim tinha cogumelos…rs o arroz estava bem sequinho, tinha umas lasquinhas de cenoura e o tempero estava delicioso! Mas não conseguimos decifrar o que era. Meu palpite é que tinha alecrim + alguma coisa.

O lugar é super bonitinho, porém, um pouco apertadinho. Estávamos tão perto da mesa ao lado que dava pra ouvir toda a conversa deles. O que me rendeu umas risadas… Logo na entrada tem algumas mesas na parte de fora, dentro ainda tinha mais 3 ambientes. Sobre o atendimento não temos o que reclamar. Todos super educados e simpáticos.

Bom, para encerrar com chave de ouro pedimos uma sobremesa, lógico!

Tiramissú Le Procope au Nespresso a “Ike Levy” (R$22)

Segundo mia professoressa d’italiano o nome “Tiramissú” quer dizer algo como “Jogue-me aos céus”, já que “tira”, do verbo “tirare”, quer dizer jogar, “mi” é o pronome me, e “sú” é em cima.

E esse não fez por menos!! Estava divino! Eu que não sou fã de café (que estava super suave) achei que estava uma delícia! Sem contar o verdadeiro mascarpone italiano, que derretia na boca e a massa fininha bem molhadinha! Escolha certa do Brasil!! Tadinho, quase que eu como toda a sobremesa dele!!rs

CMSP (Coma-me se Puderes) Padrão de Qualidade - considerando uma escala de 1 a 5.

Comida: imageimageimageimage
Atendimento: imageimageimageimage
Preço: imageimageimageimage

Ok, convenci?? Ficaram com vontade de experimentar?? Pois bem, o Paris 6 fica na R. Haddock Lobo, 1240 - Jardim Paulista

Fica a dica!

Filed under paris 6 bistrô comida francesa risoto arroz à provençal tiramissú doces sobremesas carne ao vinho tinto haddock lobo jardim paulista

  1. comamesepuderes posted this